quarta-feira, setembro 13, 2006

20 – Momentos

O tempo pára. O calor deixa de aquecer e o vento deixa de me bater na cara.
Vejo-te estagnado. Paraste com o tempo. Passo por ti, indiferente, e deixo que os meus olhos percorram todos aqueles corpos que pararam para me verem passar.
Ninguém sabe que eu estou ali, mas eu finjo que sou a estrela, a única que caminha; a única que é capaz de sentir todo aquele silêncio, a única que, quando todos acordarem, o saberá respeitar. Porque quando todos voltarem a caminhar apressadamente, cada um para seu lado; porque quando as vozes já se confundirem umas com as outras e quando os olhos parecerem cegos por nada avistar... Só eu vou saber como o silêncio me devolve a alma; como é tão bonito o som do mar e como é bom ver o olhar de cada ser sem se mexer e sem ter pressa de chegar ao destino que é quase diário.

Gostava que o tempo parasse mais vezes. Que, de cada vez que parasse, houvesse alguém que, como eu, deslumbrasse todo aquele momento. Assim, aos poucos, todos iriam saber como é bom sentir aquela paz e como a podemos trazer ao mundo real, onde o tempo trabalha constantemente e, por isso, jamais poderá parar.

33 comentários:

  1. Vem visitar-me aqui ... www.pnet.pt

    ResponderEliminar
  2. Não sei se é por causa do dia de hoje, mas ao ler-te lembrei-me de uma cena do filme "Beleza Americana": o saco de plástico que voava no passeio.

    Essa beleza que vem das coisas e que é tão secreta que temos de estar com atenção para senti-la... vê-la...

    bjs

    ResponderEliminar
  3. Bonito instante...
    Kiss pour toi

    ResponderEliminar
  4. o tempo para mesmo. porque não é linear. só uma invenção do Homem. assim o explica a ciência.

    quem o consegue sentir tem o dom de reconhecer a vida

    (como se refere a Joana, no filme Beleza Americana, ou no teu texto)

    Boa noite

    ResponderEliminar
  5. Escreves maravilhosamente... Apetece ler-te...

    Parabens e continua ;)

    beijos

    ResponderEliminar
  6. que doce momento que me acabaste de porpocionar... gostei muito do teu texto :)

    ResponderEliminar
  7. Olá, eu também gostava que o tempo parasse às vezes, mas ele segue sempre o seu rumo e nós também...Infelizmente vou continuar ausente por uns tempos pois a falta de tempo devido a excesso de trabalho não me permite visitar os meus amigos nem gerir bem o meu blog. Prometo voltar logo que seja possível. Até já e muitos beijos

    ResponderEliminar
  8. Não me arrisco a comentar, mas o teu silencio está divino

    ResponderEliminar
  9. Obrigada a todos,
    beijinhos :-))

    ResponderEliminar
  10. Há momentos que vale a pena captar. ESte foi m deles!

    ResponderEliminar
  11. Andei desaparecida. Fugi para terras francesas, mas regressei.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Há momentos que merecem ser retidos ou, pelo menos, estendidos no tempo…

    ResponderEliminar
  13. Gostei do teu blog...tem sabor a frescura.Gostei e voltarei...

    ResponderEliminar
  14. Não digo que aspire à paragem do tempo, mas às vezes já me contentava com o seu abrandamento, para que os meus infímos momentos de felicidade durassem mais tempo, ou pelo menos o tempo suficiente para reter todos os seus detalhes...

    Obrigado pela visita lá pelo Espaço, beijos.

    ResponderEliminar
  15. Há quanto tempo, Madalena, não passava por aqui. Um beijinho grande pelos bonitos posts.Aparece!

    ResponderEliminar
  16. Acho q há momentos assim. Momentos em que tudo à nossa volta parece estagnar, até desaparecer, o tempo parece parar e ficamos só nós e uma sensaçao de felicidade extrema... bj

    ResponderEliminar
  17. São realmente belos esses momentos em que nos quedamos no êxtase de simplesmente existir. Quando deles emergimos é como se o mundo todo à nossa volta tivesse adquirido novos tons.

    É um estado de 'graça' tão prazeroso de se estar, que ficamos a buscar n'outros momentos a mesma magia, o mesmo encantamento.

    Mas é uma dádiva que não se busca... ela nos é dada assim de repente, num momento em que menos a esperamos. Por isso a sensação de que o tempo parou...

    Por isso mesmo, tão belo!

    Um texto lindo, amiga, em que soubeste com maestria flagrar o seu momento de êxtase total.

    Ficam beijos, sorrisos e flores, para enfeitar o teu restinho de domingo e a semana que está chegando.

    ResponderEliminar
  18. Fiz parar o tempo para te deixar um beijinho.

    ResponderEliminar
  19. Boa noite! Vim visitar-te e deixar-te um beijinho.

    ResponderEliminar
  20. Não tenho tido grande tempo, confesso, mas não te esqueço e por cá passei para te deixar um olá, e dizer-te que o texto é fabuloso.
    Imaginar o tempo parado enquanto nos movemos, por entre as sombras, pelo meio das pessoas imóveis, rasgando o silêncio com gritos que ninguém ouve.
    Lindo lindo
    Bjos daqui
    Eugénio

    ResponderEliminar
  21. A faculdade de vislumbrar o tempo parado está ao alcance de poucas pessoas, pois é necessário ter um sentido de observação apurado.
    E tu tens esse sentido.
    E tens ainda a capacidade de o exprimir por palavras de um modo inteligente e bem elaborado.
    Tinha o teu link trocado (não sei porquê, era o de outro blog). Mas consegui reencontrar-te... Logo que possa vou-te relinkar.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  22. "Que, de cada vez que parasse, houvesse alguém que, como eu, deslumbrasse todo aquele momento"
    ...
    aproveita!

    Beijo.

    ResponderEliminar
  23. Eu senti essa paz ao ler as tuas palavras.

    Óptimo texto

    ResponderEliminar
  24. Deixar que o tempo pare à nossa volta traz-nos a paz que sente ao ler-te! ;)

    ResponderEliminar
  25. Estou a ver que o tempo parou mesmo para ti...
    Escreve, sim?
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  26. Já pensaste que, o tempo parando num momento (que gostas-te) não encontrarias outros que lhe sucederam....
    Bjs

    coisasdagaveta.blogs.sapo.pt

    ResponderEliminar
  27. Os momentos estão guardados em duas gavetas: coração e cabeça =)
    Sorrisos e beijinhos

    ResponderEliminar
  28. Lindo texto...parabens!
    Que escrita encantadora!

    ResponderEliminar
  29. Um beijinho grande a todos!
    Obrigada pela vossa presença e pelos vossos comentários! =)*

    ResponderEliminar
  30. E se o tempo fosse nosso para fazer com ele o que intender... Todos os momentos seriam momentos para recordar.

    ResponderEliminar
  31. Chat com audio e video, blogs, sites gratis, amizades..a maior comunidade de Portugal

    ResponderEliminar